NEA-BC REALIZA II ENCONTRO REGIONAL DE SANEAMENTO BÁSICO E MOBILIZA A REGIÃO DOS LAGOS PARA ENTENDER E DISCUTIR AS QUESTÕES DO SANEAMENTO NO ÂMBITO REGIONAL

No último sábado (03), o Projeto NEA-BC realizou o II Encontro Regional de Saneamento Básico sobre o tema "Saneamento e Águas: básicos por quê?" na Universidade Veiga de Almeida, em Cabo Frio. O evento teve a participação de mais de 160 pessoas, que reservaram o sábado de sol para entender e discutir um pouco mais sobre a água e o saneamento como direito à vida e a participação social na gestão dos recursos hídricos e nos serviços de saneamento básico.

O segundo encontro foi organizado por seis grupos gestores locais (GGLs)  onde o projeto está presente, são eles: Araruama, Arraial do Cabo, Armação de Búzios, Cabo Frio, Casimiro de Abreu e Saquarema. Para esses municípios o projeto disponibilizou quatro ônibus, facilitando o acesso ao encontro.

Dentro da programação, os munícipes puderam ser sensibilizados através da abertura teatral realizada pelos GGLs e conhecer um pouco mais sobre o tema através das apresentações dos grupos gestores de cada município. Depois da abertura do encontro, os bolsistas apresentaram o Panorama Regional de Saneamento Básico, um banco de dados e indicadores organizado pelo Projeto NEA-BC que contem informações importantes no âmbito local e regional.

A palestra do professor eengenheiro sanitarista da Fiocruz Dr. Alexandre Pessoa Dias,  trouxe em diálogo com a plateia, diversas reflexões sobre o saneamento básico e sua relação com outros aspectos da vida em sociedade, como saúde, usos e privatização da água, justiça ambiental, e nos chamou atenção para o conceito de saneamento ambiental.

Após o almoço, no momento "De Corpo e Água", os participantes puderam desfrutar de um vídeo organizado e narrado por Mariana Araújo e Geovana Rangel e uma apresentação de dança feita por Stephanie Freitas que, de forma sensível, chamaram a atenção dos presentes para os danos socioambientais que a falta de cuidado com o nosso ambiente traz. Continuando a tarde, o evento contou com a apresentação do painel "Movimentos das Águas" onde foram apresentadas e discutidas algumas experiências de sucesso na luta por saneamento básico, incluindo o direito à água. Teve a presença do Sr. José Martin de Oliveira da "Rocinha Sem Fronteiras", que falou do movimento “Queremos o Básico, não queremos o teleférico”, e da Maria José Salles, que falou sobre o Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA), evento organizado pelos movimentos sociais em paralelo ao Fórum Mundial da Água, comandado por governos e corporações. Em sua segunda parte, o painel contou com a participação do professor Roberto Dutra, do Projeto de Educação Ambiental Territórios do Petróleo, que trouxe uma análise sobre royalties e saneamento básico na região, e de Emídio Fernandes e Maria Eduarda Ribeiro, integrantes do Projeto NEA-BC, que falaram um pouco das suas atuações dentro dos Comitês de Bacias Hidrográficas Lagos São João e Macaé e das Ostras.

Após a apresentação foi realizada a plenária final onde todos puderam dar colaborações e encaminhamentos, e também sugestões para o próximo evento, que vai acontecer em 2020.

Fonte📌: Comsanba

Nenhum comentário

Leave a comment